Quem somos

30 de dez de 2009

Love is in the air!!



Vixi...as energias de Vênus já começaram a se manisfestar...mesmo antes da virada do ano...pelo menos para mim...e para você??

"O amor vai estar no ar em 2010! Querem saber o motivo? Vênus, o planeta da afetividade e da beleza, é que vai reger 2010. O ano será ótimo para você se resolver no lado afetivo. Isso porque o amor terá uma grande influencia sobre nós. Até quem não está levando o romance como uma prioridade, irá se render. 

Paqueras, namoros e casamentos serão favorecidos! Vênus tem como missão unir as almas gêmeas e reconciliar os que brigaram. Quem está procurando, poderá encontrar aquela pessoa por quem espera há muito tempo. O ano também será ótimo para resolver questões conjugais que ficaram mal resolvidas no passado." 

http://www.zastros.com.br/VerMateria.aspx?mat=752&cat=4

Feliz, Feliz

http://www.flickr.com/photos/callmecrazzcth/

29 de dez de 2009

resoluções



Nesta última semana do ano, inevitáveis tentativas de resoluções e decisões, começam a surgir nas nossas mentes...acabo de ler uma breve explicação sobre mim mesma através da numerologia...e lá estava escrito: "Você deve confiar mais no seu poder de decisão." Ouvir isso bem nesse momento, em que estou mais confusa sem saber nada do que nunca e inclusive tendo que tomar uma super decisão, dessas do tipo que reflete e organiza boa parte da sua vida, é complicado. Porém, faz todo o sentido...realmente preciso decidir e continuar acreditando nessa decisão, sem ter que mudar de idéia a cada 2 dias. Porque certas coisas são tão difíceis pra certas pessoas? Well, além de aprender a decidir e manter a decisão, tem algumas outras resoluções que me acompanham já há algumas viradas de ano:
Disciplina: já entrei na casa dos trinta, tenho que passar hidrante anti rugas todos os dias e não 1 vez por semana. Praticar yoga (quase) todos os dias - (quase) pois não posso prometer o que não posso cumprir, certo?! Seu Judas que me perdoe!! 
Acho que chega, decisão e displicina já vai ser bem difícil...quer dizer, ainda preciso de mais clareza (ajuda nas decisões), mais viagens (então continuo precisando de mais dinheiro), mais satisfação, ou seja, sofrer menos de insatisfação crônica (pois assim não se precisa mudar a vida o tempo todo e consequentemente menos decisões a serem tomadas), insights profissionais (ontem tive uma boa idéia de negócio para se levar pro Brasil) e claro continuar amando e sorrindo todos os dias independente dos processos aos arredores...vixi, mas nem sei ainda qual será meu destino na hora do brinde...aih lá vai eu ter que decidir mais uma coisa entre tantas outras coisas...mas pelo menos já decidi a cor da calcinha...

26 de dez de 2009

Em terras perdidas


Acabei de me registrar para mais um vipassana nessa vida.. ai!
Nesse processo de me observar, explorar e transformar as oscilações da mente ficam muito óbvias e minhas ações e consequentes reações se tornam tão bobas.. que sei lá... como disse a Marza, não sei mais de nada.
Exatamente!! Eu também de nada mais sei, nesses últimos dias relaxei alguns 'vritts' que estavam pulsando aqui dentro e fiquei pensando: mas pra que me preocupar?
Atestado de loucura eu já tirei faz tempo, os compromissos de longo termo parecem tão distantes e ao mesmo tempo por que não tão perto, que sei lá... que seja como tiver que ser.
Tudo está bem, muito bom, eu entendo, aceito.. ah, pra que chorar ou sofrer a vida é tão bela assim desprevenida, tão solta e misteriosa.
Um dia quero aqui, outro quero lá e no final não faz diferença alguma, aqui e lá são tão bons quanto qualquer outro lugar.
E no meio desse monte de saber ou não saber, tudo que sei é que quero SER e VIVER, um dia de cada vez.. tranquila, intensa, livre e feliz!!

Pra que sonhar
A vida é tão desconhecida e mágica
Que dorme às vezes do teu lado
Calada
Calada

Pra que buscar o paraíso
Se até o poeta fecha o livro
Sente o perfume de uma flor no lixo
E fuxica
Fuxica

Tantas histórias de um grande amor perdido
Terras perdidas, precipícios
Faz sacrifícios, imola mil virgens
Uma por uma, milhares de dias

Ao mesmo Deus que ensina a prazo
Ao mais esperto e ao mais otário
Que o amor na prática é sempre ao contrário
Que o amor na prática é sempre ao contrário

Ah, pra que chorar
A vida é bela e cruel, despida

Tão desprevenida e exata

Que um dia acaba

Cazuza

Foto: Jasper Johal http://www.jasperphoto.com

Banho de mar..


But if the sun sets you free, sets you free
You'll be free indeed, Indeed

She's only happy in the sun
She's only happy in the sun

Ben Harper

Particularmente hoje estou homesick!! Saudades do SOL, calor, praia, suor, moçambique, mole, short, chinelo, tigela de açai, pele bronzeada, suco de melancia e a energia do verão. Vai entender essas sensações que vem do coração...

25 de dez de 2009

...'eu não sei resumir minha filosofia de vida'...


Nunca não soube tanto nada na minha vida...seria um problema?...mas eu realmente não sei...é um Vipassana* sem regras...vivo cada instante e posso conversar...um dia quero ir outro quero ficar...o presente está muito presente, como nunca visto antes...e de repente todo mundo se tornou a pessoa mais legal do mundo...porém não sei nada sobre as notícias desse mundo...não sei nada...sem apologia a Sócrates...não sei mesmo...deveria saber? Confusa como Clarice talvez...

"Eu não sei resumir minha filosofia de vida em palavras. Vida é o desejo de continuar vivendo e viva é aquela coisa que vai morrer. A vida serve é para se morrer dela. A extrema felicidade se parece tanto com infelicidade. Ambas são tão dramáticas. Ambas são a vida. Minha salvação está no segredo. E tudo o que eu falo é para nada dizer."
(Clarice)


*http://wearealittlecrazy.blogspot.com/2008/09/meditao-vipassana.html

23 de dez de 2009

A Linguiça

Já faz algum tempo que percebemos uma certa dificuldade de relacionamentos, digo nós, pois não sou apenas eu.. mais minha blogmate, a terceira senhorita Little Crazy que não gosta muito de exposição e enfim, algumas outras "poderosas" mulheres de 30.

Tentando entender de onde vem o erro de comunicação, achando que o problema poderia ser com agente mesmo, um belo dia concluimos... ah, esses caras não aguentam.. que saco!! Por que??? Por que??? Por que??? Hoje recebi esse texto do Arnaldo Jabor, coloquei basicamente a parte que interessa e exclui o final para naturalmente não ofender nossos queridos parceiros do sexo oposto.

Meninas aqui vai uma breve explicação para tudo... so espero que um dia alguém nos aguente!

À medida que envelheço e convivo com outras, valorizo mais ainda as mulheres que estão acima dos 30. Elas não se importam com o que você pensa, mas se dispõem de coração se você tiver a intenção de conversar. Se ela não quer assistir ao jogo de futebol na tv, não fica à sua volta resmungando, pirraçando... Vai fazer alguma coisa que queira fazer... E geralmente é alguma coisa bem mais interessante. Ela se conhece o suficiente para saber quem é, o que e quem quer. Elas definitivamente não ficam com quem não confiam. Mulheres se tornam psicanalistas quando envelhecem. Você nunca precisa confessar seus pecados... Elas sempre sabem... Ficam lindas quando usam batom vermelho. O mesmo não acontece com mulheres mais jovens... Por que será, hein?? Mulheres mais velhas são diretas e honestas. Elas te dirão na cara se você for um idiota, caso esteja agindo como um! Você nunca precisa se preocupar onde se encaixa na vida dela. Basta agir como homem e o resto deixe que ela faça... Sim, nós admiramos as mulheres com mais de 30 anos! Infelizmente isto não é recíproco, pois prá cada mulher com mais de 30 anos, estonteante, bonita, bem apanhada, sexy e resolvida, há um homem com mais de 30, careca, pançudo em bermudões amarelos, bancando o bobo para uma garota de 19 anos... Senhoras, eu peço desculpas por eles: não sabem o que fazem!

22 de dez de 2009

O que será?? Será que algum dia saberei??

by marza tozo

O que será que me dá
Que me bole por dentro, será que me dá
Que brota à flor da pele, será que me dá
E que me sobe às faces e me faz corar
E que me salta aos olhos a me atraiçoar
E que me aperta o peito e me faz confessar
O que não tem mais jeito de dissimular
E que nem é direito ninguém recusar
E que me faz mendigo, me faz suplicar
O que não tem medida, nem nunca terá
O que não tem remédio, nem nunca terá
O que não tem receita

O que será que será
Que dá dentro da gente e que não devia
Que desacata a gente, que é revelia
Que é feito uma aguardente que não sacia
Que é feito estar doente de uma folia
Que nem dez mandamentos vão conciliar
Nem todos os ungüentos vão aliviar
Nem todos os quebrantos, toda alquimia
Que nem todos os santos, será que será
O que não tem descanso, nem nunca terá
O que não tem cansaço, nem nunca terá
O que não tem limite

O que será que me dá
Que me queima por dentro, será que me dá
Que me perturba o sono, será que me dá
Que todos os tremores me vêm agitar
Que todos os ardores me vêm atiçar
Que todos os suores me vêm encharcar
Que todos os meus nervos estão a rogar
Que todos os meus órgãos estão a clamar
E uma aflição medonha me faz implorar
O que não tem vergonha, nem nunca terá
O que não tem governo, nem nunca terá
O que não tem juízo
(Chico Buarque e Milton Nascimento)

21 de dez de 2009

Rules are made to be broken...aren't they?

Me identifiquei com o bonequinho!! É verdade, ser 'livre', as vezes tem seu preço...mas quando recebemos respostas positivas das pessoas, que conseguimos fazer a diferença, nem que seja por um instante, ah isso não tem preço...quebrar regras, muitas vezes, faz parte do aprendizado...

19 de dez de 2009

Na Mira


Um dia eu vou estar à toa
E você vai estar na mira
Eu sei que você sabe
Que eu sei que você sabe
Que é difícil de dizer
O meu coração
É um músculo involuntário
E ele pulsa por você
Um dia eu vou estar contigo
E você vai estar na minha

Enquanto eu vou andando o mundo gira
E nos espera numa boa
Eu sei, eu sei,
Eu sei

Marisa Monte

Completamente Blue


Você chega e sai e some
E eu te amo assim tão só
Tão somente o teu segredo
E mais uns cem, mais uns cem

Como é estranha a natureza
Morta dos que não têm dor
Como é estéril a certeza
De quem vive sem amor, sem amor

Mas tudo azul, tudo azul, tudo azul
Completamente blue
Tudo azul
Cazuza

Final de ano, final de ciclo.. cansada do samsarão das decisões e principalmente da semana cheia de acontecimentos, meu dia hoje foi tipicamente engraçado.
Depois que agente passa a viver intensamente cada momento da vida, nossa atenção fica mais presente e qualquer mudança no jeito de encarar as situações faz com que agente perceba a diferença de atitude, sentimento e todas aquelas coisas.
Oficialmente estou anunciando para mim mesma que vou parar de tentar.. parece que o Universo não quer colaborar dessa vez, well, acho que eu devo respeitar a vontade dele. Consciente das razões que me fizeram tomar essa decisão, estou desistindo... vou jogar areia em cima do samsarão, ocupar meu tempo com milhões de coisas e pessoas para curtir nessa cidade e definitivamente desencanar dessa loucura toda... se um dia tiver que tirar a areia, resolver o que ficou superficialmente esquecido... aí é uma outra estória.. novas fases, processos e samsarões.

A day at a time

By Livia Santos

Já que nuca vivemos tanto o presente como agora... um dia depois do outro e ficamos esperando a sucessão de acontecimentos que não para nunca.
Hoje nos perguntamos: O que será que vai ser da gente?
Curiosas com o que irá acontecer nos próximos dias.. meses.. anos.. de nossas vidas!!

17 de dez de 2009

Another Kiss


Before you slip into unconsciousness
I'd like to have another kiss
Another flashing chance at bliss
Another kiss, another kiss

The days are bright and filled with pain
Enclose me in your gentle rain
The time you ran was too insane
We'll meet again, we'll meet again

Oh tell me where your freedom lies
The streets are fields that never die
Deliver me from reasons why
You'd rather cry, I'd rather fly

...
A million ways to spend your time
When we get back, I'll drop a line

The Doors

Agua caindo do céu!!



http://www.donfrenchphotography.com/SanFrancisco/RainyDay/img_0745c.htm

Rainy day in San Francisco by Don French

15 de dez de 2009

Ame a vida que você vive!!



Estão conseguindo me convencer a virar 'reggueira' de vez. Plena segunda-feira, depois de uma domingo intenso fomos parar de trem em Berkeley para assistir o show do Midnite, definitivamente foi "meditation.. meditation.. meditation". Essa era uma das poucas músicas que eu conhecia da banda; uma outra que inevitávelmente merece atenção é esta do vídeo "love the life you live; live the life you love".
AMEI!! Os caras são incríveis, indescritíveis.. tem que vivenciar para entender.
Cheguei em casa as 4 da manhã, toda errada mas com um super sorriso no rosto!!


Diversão de domingo "special cake"

14 de dez de 2009

Capítulo 3


Capítulo 3 - A casa de 6 milhões

Alguém me convida para uma Tuesday Crazy Night. Ótimo, encontro de novos e velhos amigos em uma neighborhood ainda não visitada. Claro que fui!! Era o meu primeiro dia de trabalho num lugar que eu já tinha trabalhado há anos atrás...e que odiei...assim sendo, para disfarçar os 'processos', nada melhor que uma crazy night...fui apresentada a um tal de AMF - Adios Motherfucker...um drink azul com limão...ok...desceu redondo...algum tempo depois no balcão do bar, estamos lá conversando com os vizinhos de balcão de bar...um desses vizinhos era vizinho do bar literalmente e chamava a bartender pelo nome...resolveu pagar um shot de tequila para todos do balcão do bar...hesitei...mas não por muito tempo...virei...wow, nem quero pensar...aliás ninguém mais pensou muito bem depois daquele shot...e fomos convidados a ir 'festar' na casa do cara...e porque não, o cara parecia realmente legal...chegando lá a surpresa...uma casa do tipo dessas de revista de decoração, arquitetura e construção...e um dono com um ego que nem cabia dentro da casa de tão grande (será que ele achou que éramos compradores em potencial? ou ele só queria compartilhar a sua felicidade?)...enfim, a casa era uma antiga firehouse construída em 1909, que o dono, um arquiteto transformou numa mini 'mansão'. A casa era demais, de verdade...fomos recebidos com uma geladeira cheia até o topo de coronas, amstels, heinekens, etc...wow pensei: - a festa vai bombar, até descobrir que a festa era nossa mesmo e  que teríamos que fazer um tour pela casa, ouvindo as histórias encravadas naquelas paredes...foi uma loucura 'viajar' pela casa que até então só tinha visto em revistas (pena que o elevador não estava funcionando)...rolou uma super reflexão...sobre as coisas boas dessa vida, sejam elas materiais ou mentais...nada mal seria chegar em casa, colocar um som ambiente e fazer uma sauna...mas com 6 milhões de dólares eu poderia fazer tantas outras coisas...voltei para meu quarto/cozinha/sala, feliz por mais uma crazy night...tentando planejar minha vida quando eu tiver meus 6 milhões de dinheiros...mas enquanto isso procurava aspirinas para o dia seguinte...

*mas se você tem interesse em comprá-la, dá uma olhadinha nesses sites:

http://www.sfgate.com/cgi-bin/article.cgi?f=/c/a/2008/06/15/RE40111QTU.DTL

http://www.socketsite.com/archives/2008/05/as_promised_3816_22nd_aka_engine_company_44_hits_the_ml.html

Peladonas em San Fran!


Agora vá até essa postagem:
http://wearealittlecrazy.blogspot.com/2009/10/sem-as-malas_05.html

Pois é, essa semana encontramos elas...bem na esquina da Union Square..."será que é um sinal do que temos que fazer nessa vida?", diz a Kaka..."então vamos tocar o pandeiro e sambar!!"...diz a Marza...enfim, ainda não tivemos coragem de aplicar esse plano já planejado no Brasil em uma dessas festas de despedida...anyways, foi uma surpresa encontrar essas meninas talentosas na rua, já que a Kaka achou a foto delas na internet alguns meses atrás sem mesmo saber que elas eram de San Francisco e que elas representavam o humor que tentamos manter enquanto ficamos sem nossas malas por alguns dias ....coincidência? sim, porque não, nosso lugar é literalmente aqui e agora...

13 de dez de 2009

Love's in the air

Love is in the air, everywhere I look around
Love is in the air, every sight and every sound
And I don't know if I’m being foolish, don't know if I’m being wise
But is something that I must believe in
And it's there when I look in your eyes

Love is in the air, in the whisper of the trees
Love is in the air, in the thunder of the sea
And I don't know if I’m just dreaming, don't know if I feel sane
But it's something that I must believe in
And it's there when you call out my name

Love is in the air, love is in the air, oh oh
Love is in the air, in the rising of the sun
Love is in the air, when the day is nearly done
And I don't know if you are illusion, don't know if see it true
But you're something that I must believe in
And you're there when I reach out for you

Paul Young

12 de dez de 2009

Enquanto isso..

No maior frio da minha vida me dei conta o quanto é difícil sair da cama as 5:20 da manhã para praticar, tomar café da manhã no ônibus e ir para aula, depois tentar trabalhar e ainda ‘achar que vou conseguir encarar a balada’ que mera ilusão...

Ontem, além do frio veio a chuva... Day off as little crazy resolveram não sair de casa o dia todo… resultado: processo + processo = PROCESSADAS.

Até que foi bem divertido, devo ser sincera e assumir... alguns estímulos extras para aguçar o bom humor, umas cervejinhas e pronto.. só alegria. Enfim, entramos na inevitável conversa sobre o rumo de nossas vidas e acabamos assistindo “As Pontes de Madison”. Pra que??? Choradeira profunda e aquela constatação final: Começamos a perceber em 2 meses aquilo que achávamos que iríamos perceber depois de pelo menos 1 ano. Isso sinceramente parece mudar bastante as coisas...

Mas, vamos viver o presente... enquanto março e Manju Jois não chegam continuo aqui... procurando trabalho, esperando o grandão, curtindo meu muquifo e me divertindo por ai!

Vida dinâmica!


Ainda bem que era TPM… choradeira profunda, olho inchado direto... estava começando a me preocupar quando de repente wop’s, fiquei mocinha. Que bom!!!

Mergulhada nesse profundo samsarão de acontecimentos que me jogam de um lado para o outro; mostram os pontos bons e ruins de tudo e no final me deixam na encruzilhada para tomar uma decisão. Juro que cansei dessa brincadeira... estou zonza de ficar de um lado para outro fugindo das minhas responsabilidades e querendo viver 1000 vezes mais para sempre.

Enfim, tudo na vida é dinâmico e estamos em constante movimento de idéias e pensamentos, me observei dando muito valor para uma vida tranqüila – que seja em Floripa, whatever – mas que me mantenha no foco, quietinha... finalmente assumir minhas responsabilidades com relação ao método, viagem anual para Mysore – o que não é uma má idéia at all – enfim, sossego!!!

Até aqui tudo parece perfeito, certo?? Mas como tudo na vida, existe outro lado nessa decisão. Como fica o coração??? Vou ter que deixar o grandão de lado... ai não sei que quero... claro, tudo pode acontecer, afinal tenho 2 meses e meio em San Francisco e devo repetir nessa mesma postagem que a vida é realmente dinâmica, ou seja, always changing.

Estou me sentindo no meio de uma das pontes de Madison.. preciso decidir e qualquer uma das alternativas serão tão boas como doloridas, ou seja, qualquer caminho vai me fazer feliz a longo prazo, mas vai me fazer sofrer muito no momento da decisão final.

Se esse blog já estava romântico antes.. agora então... talvez fique muito mais!!

... and maybe I'll be satisfied!

Love me two times, baby
Love me twice today
Love me two times
I'm goin' away
Love me two times
One for tomorrow
One just for today
Love me two times
I'm goin' away

Love me one time
I could not speak
Love me one time
Yeah, my knees got weak
But love me two times
Last me all through the week
Love me two times
I'm goin' away
Love me two times
I'm goin' away

Oh, yes
Baby, please don't go.
Baby, please don't go.
Baby, please don't go
Down to New Orleans
I'm gonna love you so.
Baby, please don't go.

Love two times/Baby, please don't go
THE DOORS

5 de dez de 2009



"Part of being sane,
is being a little bit crazy"

Janet Long

Carta de despedida!


Espero que você esteja bem e feliz!!
Muito tempo depois estou respondendo por email sua mensagem... desculpa a demora, levei um tempo para digerir o que vc queria dizer com aquilo.. achei que não fosse responder nunca, mas hoje fiquei com vontade.
Passei a tarde conversando com amigos sobre paixão e conclui que paixões não têm preço, são momentos incríveis de entrega, valem o quanto duram... geralmente as paixões são curtas, rápidas e muito intensas... talvez a nossa tenha sido um pouco mais longa do que o normal, sinal de que foi muito boa. Porém, como todas as outras acabam, a nossa acabou.
Depois do último encontro levei um ano para conseguir me apaixonar novamente.. nossa quanto tempo né. Conheci vários meninos interessantes, mas acho que estava com o coração fechado, protegido e confesso que achei que não fosse capaz de me apaixonar novamente, não com toda aquela intensidade. Boa notícia é que consegui tanto me apaixonar quanto pela primeira vez sofrer!!
Bom, estou te falando isso tudo para justificar minha fuga enquanto estava no Brasil, não que eu não quisesse te ver, até queria, mas fiquei com receio de alguma recaída – tenho certeza que não valeria à pena neste momento da minha vida. Por dois anos e meio fiquei presa a tua energia, putz é forte heim... e sempre que estava me libertando você reaparecia com um email, telefonema ou mensagem e eu abandonava tudo porque não queria ignorar o sentimento.
Por todo esse tempo fiquei oscilando entre o coração e a razão... oras ouvia meu coração e me entregava completamente; oras me deixava levar pela razão e me convencia que não tínhamos solução melhor do que estar longe um do outro; hoje porém, mais madura e curada consigo me encontrar entre esses extremos... e definitivamente estou livre daquela bagunça gostosa que foi nossa relação.
Engraçado estar lembrando isso tudo agora que estou tão longe e tanto tempo passou... sei que você está casado e espero que esteja muito feliz e livre para amar uma única mulher, pois mais que as paixões um verdadeiro amor não tem preço. .. se não for ela, espero que a encontre um dia... assim como tenho certeza que irei encontrar o meu.
Continuo alimentando um sentimento sincero e lindo por você, sou sua amiga e estarei presente sempre que precisar, para conversar, sorrir e chorar... talvez você ache que não tenha sentido algum isso tudo que escrevi, mas foi o que pensei hoje e honestamente acho que você merecia saber.

Seja sempre muito feliz!

2 de dez de 2009

Little Crazy Mantra

Live life fully while you're here.

Experience everything.

Take care of yourself and your friends.

Have fun, be crazy, be weird.

Go out and screw up!!

You’re going to anyway, so you might well enjoy the process.

Take the opportunity to learn from your mistakes:

find the cause of your problem and eliminate it.

Don’t try to be perfect;

just be an excellent example of being human

Anthony Robbins