Quem somos

30 de mai de 2009

Tomorrow never happens

Marza e Lucas


Desde o Brasil, já sabia que essa viagem iria mexer muito comigo… aquela história que já falei e repeti mil vezes no Blog, voltar para San Francisco é como rever um grande amor, você volta do ponto onde terminou e o sentimento cresce e floresce a cada instante em que vocês se olham.
A sensação que tenho é que eu nunca sai daqui, e o mais incrível é que os dias vão passando e vou me apegando cada vez mais... não era pra menos, 40 dias numa cidade como esta é muita coisa. San Francisco tem todo estilo e estrutura de uma cidade grande, mas ao mesmo tempo todo charme de uma cidade provinciana, pequena.
Enfim, mais da metade da trip já se foi... deveria ter ido para Los Angeles este final de semana, mas felizmente não consegui, estou apegada demais para passar um final de semana fora.. mesmo que estando em casa (agora são quase 10 da noite, sábado e logo já vou dormir), preferi ficar.
Meu ascendente em capricórnio já começou a pedir rotina, aquela vidinha mais tranqüila, organizada e planejada... fico me perguntando o que será essa necessidade dentro de mim mesma... como assim, estou viajando, de férias, que rotina é essa?? Dormir cedo, pra quê?? Ainda tenho 2 semanas para curtir cada momento, único e presente.
Bom... dormir cedo para praticar no outro dia, ter energia para conversar e curtir os amigos, os filhos das amigas, andar pela cidade descobrindo novas coisas e revendo as antigas... Hoje fui andar de roller novamente, Janis Joplin berrando no meu ouvido e falando para viver o hoje, por que o amanhã não existe... vou seguir o que ela sugere, assim não penso no quanto será difícil ir embora daqui.

I don't understand why half the world is still crying, man, when the other half of the world is still crying too, I can't get it together. I mean, if you got a cat for one day, man, I mean, if you, say, say, if you want a cat for 365 days, right. You ain't got him for 365 days, you got him for one day, man. Well I tell you that one day, man, better be your life, man. Because, you know, you can say, oh man, you can cry about the other 364, but you're gonna lose that one day, and that's all you've got. You gotta call that love, man. That's what it is. If you got it today you don't want it tomorrow, 'cause you don't need it, 'cause as a matter of fact, as we discovered in the train, tomorrow never happens, man. It's all the same fucking day, man.


Janis Joplin

Louco é quem me diz...


Dizem que sou louco por pensar assim
Se eu sou muito louco por eu ser feliz
Mas louco é quem me diz
E não é feliz, não é feliz
Se eles são bonitos, sou Alain Delon
Se eles são famosos, sou Napoleão
Mas louco é quem me diz
E não é feliz, não é feliz
Eu juro que é melhor
Não ser o normal
Se eu posso pensar que Deus sou eu
Se eles têm três carros, eu posso voar
Se eles rezam muito, eu já estou no céu
Sim sou muito louco, não vou me curar
Já não sou o único que encontrou a paz
Mas louco é quem me diz
E não é feliz, eu sou feliz
Balada do Louco
Mutantes
Foto: Banheiro público no Embarcadeiro. Explicando com funciona.. é uma cabine redonda e super espaçosa, do lado de fora tem um mapa da cidade e algumas informações de como proceder assim que vc entrar no banheiro, já que a porta é automática, basta que vc aperte um botão e ela abre e fecha por si só.
Lá dentro, tudo limpinho e organizado, a descarga aciona sozinha assim que vc se levanta, uma pia com sensor para água, espelho e enfim um botão para a porta abrir na sua saída... aih primeiro mundo :)

Life


"Life is too short for mediocrity"

frase tirada de um menu da pizzaria Extreme

Presente de aniversário!!


Desde que cheguei em San Francisco estou correndo de loja em loja para comprar um Roller... até que no meu aniversário decidi me presentear com um.
Bom, nunca é tarde para aprender alguma coisa!! Meu pai diria, quanto mais velha mais maluca.
Tenho me divertido pelos parques da cidade com meu novo brinquedinho, não apenas me divertindo mas me quebrando também... no segundo dia, sem noção alguma do perigo, a favor do vento fui descer um morrinho (pequeno, mas era um morro). Imagina a cena, a pessoa caiu de bunda no meio do caminho. Aih aih... e ainda fui levantada por um gringo que estava passando na hora :)
Vergonha?? Nada... uma das melhores coisas que aprendi na vida foi a me divertir com a minha própria cara... facilita a vida na hora da vergonha, da dor, dos erros e acertos, e ainda mantém o bom humor sempre.

Where am I gonna go now??

Now can you tell me what, what we gonna do now, where we gonna go now, what we gonna say now , now can you tell me what, what we gonna do now, where we gonna go now, what we gonna say now…
Ontem, enquanto tentava atravessar parte do parque de roller e Ipod no ouvido, em uma das minhas músicas favoritas Lauryn Hill solta esse refrão acima. Não apenas o refrão, mas basicamente todas as letras do CD Unpluged MTV, ela se refere à um momento obscuro de sua vida... na verdade ela canta como saiu da escuridão para encontrar a luz... se refere a sociedade, realidade, verdades e mentiras sobre ela e sobre o mundo.
Vou reproduzir aqui algumas de suas idéias de libertação, sobre como libertar nossa mente da prissão social em que vivemos.
...I tell you, I know everybody's in the same mess. I'm telling you. We all are. I know that, you know, and I'm just, you know, I'll be the first to tell you, you know, I'm a mess and God is dealing with me everyday. And everyday I'm trying, you know, how I can be less of a mess. 'cause you know, he showed me, Look Lauryn, you know, You're the problem, ok, I'm going to show you how you're causing the problem, and now I want you to be the solution. And that's what all of these songs are about, just, problem, cause and solution. Free your mind. It's like, we all think that the gospel is join and church building, and that's deception, you know. The real gospel is Repent, which means 'let go of all that crap,' that's killin' ya. Life was supposed to be a pleasurable experience, not this torment, you know. And when I realized that I was tormenting myself, it was about my lust. It wasn't about things that I needed it was just, you know, all these security blankets. I mean, the more I acquired I became more of a prisoner...
There's a scripture in the Bible that we, what does it say, it says 'We compare ourselves amongst ourselves' you know. That's not the standard. You already are the standard. What are you trying to fit into a standard for? We were each created to be individual standards, you know. And we're trying to fit into a standard? It doesn't make any sense, you know. So now I'm just, you know, after all that, I'm just ready to be me. And it's a lot to work through, you know, because all of us have hidden in these little boxes purposely, because of parts of ourselves that we were unhappy about. And it's because we didn't understand, you know, because there's all this social doctrine that says, you know, that the infinite God, with all this expression, who created every single one of us, absolutely different, on purpose, wants everybody to fit into the same suit. But like, you know, that's deception. That's deception...
Truth is from the inside out. You know, and the way we've been trying to heal and be healed is with these topical, surface, superficial, temporary solution. And I'm telling you, true healing is from the inside out. You know, we've been told to protect our outer man while our inner man is dying...
...fantasy is what people want, but reality is what people need...
Lauryn Hill

28 de mai de 2009

The Dears

Ticket de Ônibus

No dia 24 de maio, para comemorar meu níver fomos curtir música boa no "The Independent".
Incrível que morei por quase dois anos aqui e nunca havia ido neste lugar, super bacana!! Enfim, a banda era de Montreal no Canadá, THE DEARS. Com uma produção independente e bastante originalidade eles fizeram um show muito bom.
Quem tiver a oportunidade, vale a pena conferir!!


27 de mai de 2009

Très très bizarre

What??

Vitrine de uma loja, manequins masculinos (com maior cara de Jesus Cristo) vestidos de noiva.

Mais uma vitrine.

Parede de fora de um galpão, juro que tentei, mas não consegui entender esses macacos pendurados. Um deles segurando um boneco sem cabeça e o outro uma pilha de sacolas.


Caminhão de mudanças.


Essas figuras no maior frio resolveram virar crianças no parque.

Vitrine de loja mexicana.

Esse achou o colchão primeiro que agente, decidiu tirar um cochilo, largou a cadeira de rodas, deitou e dormiu.

Notícia quente!!


Trocamos o Vipassana pelo abraço da Amma


"Compassion is the language that the blind can see and the deaf can hear."
"Compaixão é a linguagem que os cegos podem ver e os surdos podem ouvir."

Amma

Sem querer...



...acabamos no meio de uma manifestação contra a proibição de casamentos entre homossexuais...

O que antes já foi aprovado, essas semana foi desaprovado, e ao contrário do que acontece no Brasil muitas vezes, os interessados foram para rua (mais precisamente em frente ao prédio do governo) lutar pelos seus "direitos". Havia muitos homens, mulheres e muitas famílias com duas mães ou dois pais...Eu acho que as pessoas tem o direito de casar com quem elas quiserem, usando calcinha ou cueca...uns acham que não é possível unir 2 pessoas do mesmo sexo por causa do nosso objetivo principal nessa vida, que é a reprodução...já outros acreditam que a intimidade entre dois seres tem como objetivo além da reprodução, a união, a harmonia, o amor sem fronteiras, etc...eu fico com a segunda opção...mesmo sendo casada com homem...

Últimos Capítulos


Começou a encher demais, tanto a casa imaginária quanto a paciência de ficar fotografando cacarecos pela rua. O fato é, em San Francisco, o que a galera não quer mais, eles colocam na rua.. assim na calçada, como mostramos nas fotos... quem passar primeiro e se interessar leva para onde quiser.

26 de mai de 2009

Era uma vez um jardim...

...e uma velhinha remascente do movimento Hippie da década de 60!!!

De macação de veludo roxo, botinha rosa estilo turma da Xuxa, um colote de oncinha, cabelos arrepiados e desgastados pelo descolorante e um super óculos escuro preto que cobria toda expressão do rosto :) Assim estava a Senhorinha, dona deste incrível jardim, localizado a uma quadra da Haight com a Ashbury Street, esquina que marcou o movimento de paz.

Isso é San Francisco... cada um do seu jeitinho, quanto mais 'maluco' você fica, mas se sente a vontade na cidade.

Outro dia estava no ônibus e um cara que estava falando sozinho de repente me olhou e perguntou se eu não entendia inglês... ué, como assim?? Vc está falando comigo?? Ops, achei que vc estava falando sozinho, como todos falam aqui.. com seus personagens imaginários, num mundo nada comum.

Hoje cedo pela manhã, cruzei um dormindo na rua, o travesseiro, era o próprio skate; As ciclistas usam mini saias com maior frio; Cabelos roxos, verdes e azuis; Piercings nos locais mais inusitados do corpo; Tatuagens por todo lado; Mendigos pedem trocado imitando uma pescaria de festa junina, com um copo e uma linha amarrada na mão; A garçonete do nosso café predileto espera o dono ir embora e manda ver no Rock 'n roll... acho que poderia passar o dia citando as bizzarices da galera daqui... tão doido, criativo, original, independente e FREE!!!



Qualidade pior que amadora do vídeo.. sorry, falta tempo e disposição para entender como se faz tudo isso.

25 de mai de 2009

Coisas que não se vê no Brasil...

Muito frio!!! Tínhamos que arrumar algo pra fazer indoor...os museus estavam lotados, pois aqui é feriado...então procuramos no jornal um filmezinho... e achamos esse..."Conheça seus cogumelos"...além de dar muitas risadas com o mushroom que fazia perguntas para o público, sabemos tudo sobre eles agora...por exemplo, o shiitake é o mais saudável, alguns podem matar, uns brilham como se fossem neons e outros fazem vc rir...

Casa ficando cheia de tralha

Um livro de inglês, uma boneca e mesa portátil para jogar cartas

Capacete esportivo e 'car wash', produto para lavar o carro

pares de sapatos

Luminária

E o melhor de todos, um aspirador

24 de mai de 2009

Volcano



Nunca fui uma pessoa super ligada as invenções tecnológicas, muitas vezes até demonstrei aversão.. mas com o tempo, agente vai aceitando as facilidades e se encantando com o que a tecnologia pode nos oferecer.
Enfim, logo que cheguei adquiri um Ipod Touch... gente, agora virei nerd de vez... esse brinquedinho me mantém on line direto, me mostra e registra imagens de mapas, informações de tempo, muitos vídeos, músicas e mais um monte de coisas.
Os caixas de supermercado possuem máquinas para que você mesmo passe seus produtos e cartão de crédito ou dinheiro, sem precisar do contato humano... enfim, tem invenção para tudo.
Porém ontem, fui visitar meu vizinho e o cara me mostrou a mais louca invenção de todas, o VOLCANO. Deixa eu explicar primeiro que na California a maconha é usada para fins medicinais.
O paciente passa por uma entrevista médica e então assim que aprovado recebe uma carteirinha que pode usa-la para comprar a erva.
Neste vídeo, mostra uma super inovação tecnológica para fumar maconha, onde você ingere apenas o thc, ou seja, a parte boa da erva... as toxinas geradas pela fumaça, papel e etc, são absorvidas pela máquina antes de chegarem nos seus pulmões.
Pode??

B. B. King



Informação atrasada, mas acho que devo registrar que na quinta a noite fomos no show do B. B. King, no The Fillmore.
Como tenho a obrigação de ser 100% sincera com o que escrevo no blog, confesso que o show não foi um dos melhores da vida.
O cara está velhinho mesmo, com todo respeito e admiração. Faltou folego para cantar e ele acabou contando histórias demais... mas enfim, a noite foi boa.. as histórias engraçadinhas sobre ficar chapadão, admirar as mulheres e aquela básica apologia a vida de boêmio. No mais a banda mandou muito bem, seguraram bem a onda do show.
Valeu a pena ter conhecido B. B. King nesta vida!!

Happy Birthday!!



Feliz Ano Novo Kaka, Feliz Década Nova!!

"O que mais as espanta é que, de repente, elas percebem que já são balzaquianas. Mas poucas balzacas leram A Mulher de Trinta, do Honoré de Balzac, escrito há mais de 150 anos. Olhe o que ele diz:
“Uma mulher de trinta anos tem atrativos irresistíveis. A mulher jovem tem muitas ilusões, muita inexperiência. Uma nos instrui, a outra quer tudo aprender e acredita ter dito tudo despindo o vestido. (...) Entre elas duas há a distância incomensurável que vai do previsto ao imprevisto, da força à fraqueza. A mulher de trinta anos satisfaz tudo, e a jovem, sob pena de não sê-lo, nada pode satisfazer”.
Madame Bovary, outra francesa trintona, era tão maravilhosa que seu criador chegou a dizer diante dos tribunais: “Madame Bovary c’ést moi”. E a Marylin Monroe que fez tudo aquilo entre 30 e 40?
Mas voltemos à nossa mulher de trinta, a brasileira-tropicana, aquela que podemos encontrar na frente das escolas pegando os filhos ou num balcão de bar bebendo um chope sozinha. Sim, a mulher de trinta bebe. A mulher de trinta é morena. Quando resolve fazer a besteira de tingir os cabelos de amarelo-hebe passam, automaticamente a terem 40. E o que mais encanta nas de trinta é que parecem que nunca vão perder aquele jeitinho que trouxeram dos 20. Mas, para isso, como elas se preocupam com a barriguinha.
A mulher de trinta está para se separar. Ou já se separou. São raras as mulheres que passam por esta faixa sem terminar um casamento. Em compensação, ainda antes dos quarenta elas arrumam o segundo e definitivo.
A grande maioria têm dois filhos. Geralmente um casal. As que ainda não tiveram filhos se tornam um perigo, quando estão ali pelos 35. Periga pegarem o primeiro quarentão que encontrarem pela frente. Elas querem casar.
Elas talvez não saibam, mas são as mais bonitas das mulheres. Acho até que a idade mínima para concurso de miss deveria ser 30 anos. Desfilam como gazelas, embora eu nunca tenha visto uma (gazela). Sorriem e nos olham com uns olhos claros. Já notou que elas têm olhos claros? E as que usam uns cabelos longos e ondulados e ficam a todo momento jogando as melenas para trás? É de matar.
O problema com esta faixa de idade é achar uma que não esteja terminando alguma tese ou TCC. E eu pergunto: existe algo mais excitante do que uma médica de 32 anos, toda de branco, com o estetoscópio balançando no decote do seu jaleco diante daqueles hirtos seios? E mulher de trinta guiando jipe? Covardia.
A mulher de trinta ainda não fez plástica. Não precisa. Está com tudo em cima. Ela, ao contrário das de vinte, nunca ficaram. Quando resolvem vão pra valer. Fazem sexo como se fosse a última vez. A mulher de trinta morde, grita, sua como ninguém. Não finge. Mata o homem, tenha ele vinte ou 50. E o hálito, então? É fresco. E os pelinhos nas costas, lá pra baixo, que mais parecem pele de pêssego, como diria o Machado se referindo a Helena que, infelizmente, nunca chegou aos 30?
Mas o que mais me encanta nas mulheres de trinta é a independência. Moram sozinhas e suas casas tem ainda um frescor das de 20 e a maturidade das de 40. Adoram flores e um cachorrinho pequeno. Curtem janelas abertas. Elas sabem escolher um travesseiro. E amam quem querem, a hora que querem e onde querem. E o mais importante: do jeito que desejam.
São fortes as mulheres de trinta. E não têm pressa pra nada. Sabem onde vão chegar. E sempre chegam.
Chegam lá atrás, no Balzac: “a mulher de trinta anos satisfaz tudo”.
Ponto. Pra elas.
(Mário Prata, Revista Época)

23 de mai de 2009

Guardian...

Estava eu checando no jornal free semanal The Guardian, os possíveis shows e baladas da semana quando encontrei esse Love Spell (simpatia) bizarro, ou não:

Tomato with Basil Dressing (molho de tomate com manjericão)
tomates picados
1 maço de manjericão
4 colheres de vinagre balsâmico
5 colheres de azeite de oliva
2 cabeças de alho
3 colheres de SANGUE DE MENSTRUAÇÃO
sal e pimenta

E eles ainda mencionam que essa simpatia é eficiente quando os homens querem atrair o seu amor substituindo o sangue pelo obvio, né. San Francisco...

Cantadas...

Hey, mis amores ricos - 3x (vinda de um mexicano que trabalha numa casa vizinha a nossa)
Sunshine (vinda de um African-American da Market Street)
Nice couple (vinda de um "normal" da Haight Street)
e pra finalizar...
Flores da Ilha (vinda de um carioca)

22 de mai de 2009

Help!!

Darling you´ve got to let me know
Should I stay or should I go?
If you say that you are mine
I'll be here 'til the end of time
So you got to let know
Should I stay or should I go?
Always tease tease tease
You're happy when I'm on my knees
One day is fine, next is black
So if you want me off your back
Well come on and let me know
Should I Stay or should I go?
Should I stay or should I go now?
Should I stay or should I go now?
If I go there will be trouble
An' if I stay it will be double
So come on and let me know
This indecision's bugging me
If you don't want me, set me free
Exactly who'm I'm supposed to be
Don't you know which clothes even fit me?
Come on and let me know
Should I cool it or should I blow?
(The Clash)

O que os olhos não vêem...

o coração pode sentir sim...
super night de encontros e reencontros no Pier 23

Me perdi nos capítulos

Já não sei mais quantos capítulos se passaram, mas a casa em San Francisco está ficando bem completa... olha quanta coisa mais nós encontramos:

DVD, mesa de computador, poutronas confortáveis e um armário para colocar tralhas.
Mala com algumas peças de roupas; detalhe é que o guarda roupa ainda não apareceu.

20 de mai de 2009

The Morning Benders

O show ontem foi mesmo muito bom... mas definitivamente o que mais curtimos foi a banda de abertura, adolescentes íntimos com o palco, improvisando com qualidade um super rock para agitar a galera!!
Esse vai para o topo da lista dos favoritos!!!

Good Music

Deborah, Marza e kaká no The Ricksaw Stop

Ontem fomos no show de lançamento do álbum 'Romanian Names' de John Vanderslice. Super Cool!!!
Sempre me emociono nas baladinhas de rock, aqui na Califórna principalmente, onde as pessoas vão para curtir realmente o show, ficam observando cada detalhe musical, o movimento e todo contexto da banda.
Ironicamente, o local que sediou o evento se chama The Ricksaw Stop e quem liberou nossa entrada foi uma amiga que conheci na índia... aih sempre o Universo...
Mas enfim, o show foi incrível e vale como sugestão. Nesse vídeo ele dá uma palhinha.

John Vanderslice "Tablespoon of Codeine" from AV on Vimeo.

19 de mai de 2009

Matando desejos

La Taqueria, melhor Burrito da cidade!!!

Ben & Jerry's, até no dia mais frio da temporada o sorvete de Brownie é demais.

Mini série


Mais um capítulo da mini série:
Mobiliando uma casa em san Francisco.
Agora já temos sofá e caixas de som...
As almofadas do sofá foram encontradas duas quadras a frente.

Your own freedom!!

"You can't separate peace from freedom

because no one can be at peace

unless he has his freedom"

Malcolm X
(Você não pode separar paz de liberdade, pois quem não encontrou sua própria liberdade não pode estar em paz)

18 de mai de 2009

In memory

Hoje cedo quando cheguei na AYSF para praticar, um bilhete na porta anunciava uma inevitável, porém triste notícia: Dedicate the practice today in memory of our Guruji, who has passed away in Mysore, Índia, with his family a few hours ago.
O silêncio mais do que nunca prevaleceu na sala de prática, agradeço de coração Sri K. Patthabi Jois, por ter dividido o método, a tradição, o conhecimento com pessoas do mundo inteiro. Obrigada pela oportunidade...

All my love in memory of Guruji.

17 de mai de 2009

Putz, que intensidade...

Depois disso tudo, dessas baladas e agitos eu e a Kaka acabamos descobrindo como é difícil, sometimes, reencontrar certas pessoas..."Vateamos total"...sem apetite, sem concentração, não conseguimos decidir nada, ansiosas, sono leve, etc...O bom é que sabemos que logo tudo isso vai passar, até reencontros acontecerem novamente...

Cant' handle life!!


Na sexta a tarde reencontramos uma amiga de anos atrás, Priscila. Quando fui embora de San Francisco lembro dela grávida, hoje está com dois filhos lindos e muito especiais... muito especiais mesmo.
Fiquei impressionada com toda dedicação e amor que ela dispõe tanto para criar seus filhos como para levar a vida numa boa... completamente livre e feliz!!
Passeamos no parque e o Lucas, o mais velho dos meninos fez 7 bolhas no pé de brincar descalço no chão quente e macio do Yerba Buena Park... já no sábado, enquanto curtiamos a praia o Lucas, descalço batendo bola e correndo por todos os lados começou a sentir o efeito das bolhas... incontrolávelmente, ele que tem apenas 5 anos solta a frase: I can't handle my life!!!
Traduzindo seria algo mais ou menos assim: não consigo suportar minha vida ou talvez lidar com ela, viver é muito difícil.
Hoje, domingo a tarde... quem não está conseguindo lidar com a vida somos nós... muita coisa, começamos com uma super balada na sexta, sábado agito com a galera, praia, saimos para jantar e depois encontrar + amigos.. domingo cedo, já estávamos no Bay to Breakers... até que percebemos o quanto é dificil viver no agito... sinceramente não vejo a hora do final de semana acabar, foi muito divertido mais tanbém intenso, rever pessoas e talvez algumas situações com certeza irão me fazer refletir por bastante tempo.

Sábado de Sol





Finalmente um dia de calor... depois de congelar por 10 dias no vento gelado de San Francisco, hoje amanheceu um dia lindo de sol!!
Fomos para Crissy Field... relaxar na praia e curtir o visual mais famoso de San Francisco - Golden Gate Bridge. Bom, sem palavras para descrever a sensação de estar lá novamente, olhando aquele cenário repetitivo de filmes e fotos da cidade, que sempre me fizeram morrer de saudades daqui.

e um colchão...


... um celular e muita disposição para começar o fim de semana!!

15 de mai de 2009

Now we have a TV!

Caminhar nas ruas de San Francisco é uma oportunidade de mobiliar a casa... agente encontra colchão, geladeira, computador, panelas... televisão... o dificil é só levar para casa :)



14 de mai de 2009

Pois e agora?!

Sempre fomos livres nas profundezas de nosso coração, totalmente livres, homens e mulheres. Fomos escravos no mundo externo, mas homens e mulheres livres em nossa alma e espírito.
Maharal de Praga
...o corpo é o motivo fundamental de nossas ações e de nosso comportamento, que ocultamos nas vestimentas de nossos símbolos e cultura. Um corpo com moral cria um mundo de roupas que veste o nu. Mas o nu continua visível, mais talvez do que quando não era coberto por qualquer roupagem...
...todos os grandes avanços no campo do pensamento do homem sobre si mesmo serão sempre dessa ordem: falar distintivamente sobre o já sabido...
...(o ser humano) sabe que uma boa velhice é aquela que vive dos louros da vida não desperdiçada. Sabe que a frustação e a depressão são subprodutos do não-cumprimento desses desígnios na medida adequada...
...o ser humano é talvez a maior metáfora da própria evolução, cuja tarefa é transgredir algo estabelecido...
...não existe dualidade na essência do ser humano, mas sim a possibilidade da escolha - da obediência e da desobediência...
Nilton Bonder

Efeitos da prática...

Marza, testando a máquina de lavar de algum vizinho
Kaká treinando um novo esporte
Primeira semana de prática e os efeitos já são visíveis...

Já comentei que não é nada fácil essa vidinha de praticar intenso cedo pela manhã e ainda curtir a cidade durante o resto do dia e tentar sair a noite... Ontem fomos jantar com um amigo Francês, conversa fluiu muito bem até as 22h... de lá entre bocejos e 'we better go', o cansaço foi dominando completamente. Confesso que neste caso a vontade de dormir cedo e estar super descansada e bem para prática no outro dia falava mais alto.
Enfim, fomos dormir tarde.. para levantar demanhã, muito frio... aih, que difícil!!! Mas fomos, claro, do jeito que deu para a aulinha de Yoga. A prática, por incrível que pareça fluiu muito bem, tive que intensificar a respiração para não dormir no tapetinho... mas lá estava eu, firme, feliz e de coração. Afinal, para quem vive reclamando que não tem professor agora tem 3 ao mesmo tempo... (Thanks To Heide & John!!!)
O problema foi o pós prática... saimos enlouquecidas pela rua... mudamos o caminho para ver um novo visual e nos perdemos, muitas fotos, risadas e besteiras alegraram nossa manhã.